Residências Artísticas

10/08/2016 10:00

Vivência com Sophia Neuparth (C.E.M – Lisboa/ Portugal)

Vivência com Sophia Neuparth (C.E.M – Lisboa/ Portugal): 3 atividades com a artista: 1 workshop ( 3 dias), 1 Caminhada de observação e 1 Conversa

Sofia Neuparth 
Tem um percurso singular no seio da Arte Contemporânea em Portugal. Deu forma a um espaço próprio de investigação artística que sustenta as suas práticas nos estudos do corpo e do movimento. É o entendimento que tem do corpo como acontecimento em relação que determina todo a sua acção, quer a nível do trabalho de formação que desenvolve há 34 anos, quer em relação à estrutura profissional que co-criou e dirige – o c.e.m , do Festival que programa – Pedras d´Água , da intervenção politica que realiza e das criações que apresenta. O seu percurso tem sido acompanhado por artistas e teóricos como Steve Paxton, Bragança de Miranda, Peter Pal Pelbart, Christine Greiner ou Helena Katz que muito têm contribuído para a divulgação e inscrição dessa singularidade e da sua pertinência na contemporaneidade. Na sequência do exercício de dançar teoria onde se dedica à ligação entre o trabalho de corpo e o estudo da biologia e da filosofia emergiram criações como “mmm-um poema físico”(2005), “práticas para ver o invisível e guardar segredo”(2010), “ 1 ou 2 contentamentos comedidos”(2011) ou “pátio” (2012, 2013, 2014 e 2015).

 


Workshop - Vertical com Sofia Neuparth 

Cada forma de vida se faz forma exercitando a vida. É evidente que a medusa se relaciona com as forças de movimento de maneira diversa que o coqueiro, a girafa, o tamboril, a lesma, o gato ou o gafanhoto…é evidente que a lista de diversidades seria interminável…parece-me espantoso como as formas se apuram tão diferentemente!
Quando passamos do ambiente aquático ao ar, aquilo que era cartilagem vai-se fazendo osso na dança de empurrar e puxar, na ginástica de se fazer forma por entre as forças que puxam para o centro da terra ou para as nuvens. Os últimos tempos em que habitamos a barriga da nossa mãe estamos tão apertados e encaracolados que parece não ser possível apertar mais….mas é! ainda falta atravessar um canal estreito onde nos encolhemos ainda mais em espiral. E levamos todo o caminho de estar vivo nessa dança de esticar, encolher, espiralar…
A vertical é um mistério!
Só em desequilíbrio é possível conceber a engenharia humana! A estabilidade dos nossos corpos é a própria dança, desde os micro ajustamentos que praticamos para estar de pé em quietude, aos balanços-pressões-molas que se fazem acções como andar, correr, rodopiar.
Este trabalho percorre histórias de movimento que nos nossos corpos se fazem gestos. Viagens do fumo do corpo. Escutando linhas específicas, dançamos acordes, combinações de acordes e até sinfonias.

 

Público-alvo | pré-requisitos: Este trabalho requer experiência de movimento e prática de trabalho de corpo | Seleção através de currículo de até 20 linhas (fonte arial 12) 

Vagas: 15 

Data e horário: De 10 a 12/08 (quarta a sexta-feira) das 10 às 13h

Inscrições: até 4 de agosto no CRDSP

 

Caminhar – pousar com a cidade

Ação compartilhada baseada na experiência de Sofia Neuparth e do projeto Pedras D`água realizado em Lisboa.

Mediação: Luciana Bortoletto e Paula Petreca

 

Data e horário: Dia 10/08 (quarta-feira) às 14h30

 

O que você quer conversar com os artistas?

Sofia Neuparth (C.E.M – Lisboa/ Portugal)

Todos os meses, um convidado especial, que faz da dança e do corpo objeto-ignição de trabalho (professores, pesquisadores, jornalistas, pensadores, filósofos...), trará uma questão de interesse para debater com os artistas.

 

Data e horário: Dia 13/08 (sábado) 10h


Telefone: (11) 3214 3249

Email: centrodereferenciadadancasp@gmail.com

Endereços: Baixos do Viaduto do Chá s.n., Galeria Formosa – Centro - CEP 01037-000 São Paulo/SP

Horário de Funcionamento
Segunda-feira: 13:00 às 21:00
Terça à Sexta: 10:00 às 21:00
Sábado: 10:00 às 20:30
 
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo